SISU 2012 – Notas de Corte SISU 2011 – Ultimo dia ( 20/01/2011 )

Para quem esta participando do SISU 2012 e quer saber das notas de corte do SISU 2011, último dia ( 20/01/2011 ), aí vai uma ajudinha para você escolher melhor seu curso e sua faculdade.

Acesse o link para o documento no Google Docs: Notas de Corte SISU 2011 – Ultimo dia ( 20/01/2011 )

Se gosterem, não deixem de me adicionar no Twitter, clicando no botão acima ;-).

Boa sorte a todos…

Anúncios

Estudo da Gramática: Sintaxe da Colocação e Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos

Bibliografia

MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:Saraiva, 1997. 6. ed. pg. 529-534

Gramatica - Roberto Melo Mesquita

A Sintaxe de Colocação é o mecanismo que orienta a disposição das palavras na oração, a fim de dar mais objetividade e clareza a informação. Ela não estuda apenas a ordem ou disposição dos termos dentro da oração, mas também a ordem e a disposição das orações dentro do período.

1. Colocação dos Termos na Oração

A disposição dos termos na oração, em português, comumente obedece a uma ordem sintática, ou seja, acontece de acordo com a função sintática desses termos.

Os termos podem aparecer na ordem direta ou na ordem inversa ou indireta.

  • Ordem Direta(Sujeito + Verbo + Complemento + Circunstância): Essa é a ordem natural e característica da língua portuguesa.
  • Exemplos:
  • O juiz decidiu absolver o reu no tribunal.
  • Aquele jogador de futebol comprou uma ferrari na europa.
  • Ordem Inversa ou Indireta: Constitui um recurso expressivo para enfatizar algum termo da oração. Os termos sintáticos apresentam-se fora de sua ordem natural e podem aparecer nas mais variadas posições.
    • Exemplos:
    • “Sem dúvida, no espítito de alguns passou a idéia de reclamar” (Carlos Drummond de Andrade)
    • “Passou a idéia de reclamar, sem dúvida, no espítito de alguns.”
    • “No espítito de alguns, sem dúvida, passou a idéia de reclamar.”

    Continuar lendo “Estudo da Gramática: Sintaxe da Colocação e Colocação dos Pronomes Oblíquos Átonos”

    Estudo da Gramática: Verbo – Noções Gerais

    Bibliografia

    MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:Saraiva, 1997. 6. ed. pg. 246-272

    Gramatica - Roberto Melo Mesquita

    “Os pescadores dormiam cansados, ao sol nos barcos. (…) Em sonho, os pescadores sorriam. As meninas cantavam tão alto, que até no sonho dos pescadores boiavam as suas palavras.” Cecília Meireles

    As palavras destacadas acima indicam ação e são chamadas de verbos. O verbo, além de indicar ação, exprime fenômeno, estado e mudança de estado. O verbo expressa o que se passa temporalmente nos seres ou por meio deles.

    AÇÃO FENÔMENO ESTADO MUDANÇA DE ESTADO
    Brincar Amanhecer Ser Ficar
    Cantar Ventar Estar Tornar-se
    Falar Chover

    1. Definição: É a palavra que exprime um fato (ação, estado, ou mudança de estado e fenômenos da natureza) situando-o temporalmente. Continuar lendo “Estudo da Gramática: Verbo – Noções Gerais”

    Estudo da Gramática: Artigo

    Bibliografia

    MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:Saraiva, 1997. 6. ed. pg. 198-204

    Gramatica - Roberto Melo Mesquita

    1. Definição: É a palavra variável que serve para substantivar as palavras, caracterizando-as como seres determinados ou indeterminados e indicando-lhes gênero e número.

    2. Classificação

    I) Definidos: Caracterizam o ser entre outros da mesma espécie de modo preciso. (O, A, OS, AS).

    II) Indefinidos: Caracterizam o ser de modo vago, genérico. Não indica qual seja este ser entre outros da mesma espécie. ( UM, UNS, UMA, UMAS)

    Continuar lendo “Estudo da Gramática: Artigo”

    Estudo da Gramática: Adjetivo

    Bibliografia

    MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:Saraiva, 1997. 6. ed. pg. 181-194

    Gramatica - Roberto Melo Mesquita

    1. Definição: É a palavra variável que modifica a compreensão do substantivo atribuindo-lhe um qualidade, estado, aspecto, modo de ser ou uma aparência exterior. Se a qualidade for considerada em si mesmo, independente do ser, teremos um substantivo abstrato e não um adjetivo.

    • Ex: A Borboleta Branca (adj.) <==> A Brancura (subst.abstr) da Borboleta.

    2. Classificação

    • Primitivo: Dá origem a outras palavras.
    • Derivado: É formado a partir de outro adjetivo, substantivo ou verbo, por meio de afixos.
    Adjetivo
    Primitivo
    Adjetivo
    Derivado
    Substantivo Verbo
    Bom Bondoso Bondade  –
    Rico Enriquecido Riqueza Enriquecer
    Belo Embelezado Beleza Embelezar

    Continuar lendo “Estudo da Gramática: Adjetivo”

    Estudo da Gramática: Substantivo

    Bibliografia

    MESQUITA, Roberto Melo. Gramática da Língua Portuguesa. São Paulo:Saraiva, 1997. 6. ed. pg. 159-180

    Gramatica - Roberto Melo Mesquita

    1. Definição: Palavra variável que designa seres, coisas, ações, fatos, sentimentos, estados, qualidades ou idéias em geral. Os substantivos nomeiam os seres em geral: animados, inanimados, reais, imaginários, concretos ou abstratos.

    2. Classificação do Substantivo

    • Próprio: Nomeia um ser entre outros da mesma espécie. Ex.: Maria é bonita.
    • Comum: Designa o ser de uma maneira geral dentro da sua espécie. Ex.: O martelo está alí.
    • Concreto: Designa o ser que têm ou que pensamos ter subsistência própria, independente de outros seres. Ex.: Este não é o ano do dragão.
    • Abstrato: Não designa propriamente os seres, mas sensações, estados, ações ou qualidade dos seres. Ex.: A curiosidade e o conhecimento são os motores da humanidade.
    • Simples: São aqueles que apresentam um só elemento formador, ou seja, radical.  Ex.: A casa está vazia.
    • Composto: São aqueles formados por mais de um elemento formador, radical. Ex.: O surdo-mudo fará a prova.
    • Primitivo: Não resulta de outra palavra, servindo de base para formar outras. Podem dar origem a outras palavras. Ex.: O amor é cego.
    • Derivado: É aquele que se originou de outra palavra. Ex.: Ele é uma pessoa amorosa. (derivado:amorosa -> primitivo:amor)
    • Coletivo: É um substantivo comum que, mesmo no singular, representa uma coleção de seres da mesma espécie.
    MAPA-MENTAL-SUBSTANTIVO-CLASSIFICACAO-COLETIVOS

    Continuar lendo “Estudo da Gramática: Substantivo”