Mês: maio 2016

Estudo da Gramática: Regência Verbal

Estudo da Gramática: Regência Verbal

A regência verbal é um tópico importantíssimo da gramática normativa. É exaustivamente cobrado nos concursos públicos e essencial para uma comunicação eficaz.

Esse post está em construção ainda, mas já conta com um conteúdo considerável. Com o tempo, será revisado (mais uma vez) e ampliado.

 

1. Verbo Abraçar

Transitivo Direto

i. Cingir, apertar com os braços
ii. Adotar, seguir, escolher

A mãe abraçou o filho mais novo.
Quando ele encontrou o amigo, abraçou-o fortemente.

O advogado abraçou a causa com fervor.
Os povos bárbaros abraçaram o cristianismo.

Transitivo Indireto

i. ABRAÇAR-SE (Pronominal) – Preposição “A, EM, COM, CONTRA”

A filha se abraçou à mãe.
A filha se abraçou na mãe.
A filha se abraçou com a mãe.
A filha se abraçou contra a mãe.


2. Verbo Agradar

Transitivo Direto

i. Acariciar, acarinhar, fazer carinho

A mãe agradava o filho com as mãos calorosas.
A noiva agradava o noivo com carinho.
A menina agradava o cãozinho sempre que chegava em casa.

Transitivo Indireto

i. Preposição “A”: Satistazer, contentar, fazer agrado a

Os bares da cidade agradam aos turistas.
Essas palavras não lhe agradam mais.
“Agradava-lhe também muito a vizinhança, aquela doce quietação de subúrbio adormecido ao sol” (Eça de Queiroz) Continuar lendo “Estudo da Gramática: Regência Verbal”

Anúncios